Não me pergunte jamais

R$51,90

Coleção:
  

Os textos reunidos em Não me pergunte jamais foram, em sua maioria, publicados no diário italiano La Stampa entre dezembro de 1968 e outubro de 1970. Neles, Natalia Ginzburg apresenta as suas impressões do mundo e da existência ― da existência no mundo ― por meio de sua prosa sempre expressiva e sempre única, mesclando gêneros como a crônica e o ensaio, e manifestando também as suas sensíveis inquietações (impressões, mais que críticas) em relação a textos, canções, imagens e expressões artísticas de sua época ou que marcaram a sua história pessoal. A leitura de um romance como Cem anos de solidão, a busca, de quarteirão em quarteirão, por uma nova moradia, a dificuldade de comunicar-se na infância e com a infância, a lembrança de um único verso diluído em uma ópera: elementos tão singelos que se transformam em reflexões pessoais para, depois, espraiar-se na pungente literatura à procura da interlocução, sempre ideal, sempre precária. A cada texto, o olhar compenetrado de Ginzburg convida o leitor a aproximar-se com profundidade das coisas do mundo, uma proximidade particular que nos une a todos, e desvendar as origens e caminhos do que somos.

Natalia Ginzburg
Natalia Ginzburg (Palermo 1916- Roma – 1991) escreveu inúmeras obras de narrativa e textos teatrais, além de ensaios de crítica literária e de atualidade política. Entre os seus livros que mais marcaram o público está Léxico Familiar (Companhia das Letras, 2018).
Peso 400 g
Dimensões 14 × 2 × 20 cm
Tradutora

Julia Scamparini

ISBN

978-6559980345

Número de páginas

250

SKU: 9786559980345 Categoria:
Atualizando…
  • Nenhum produto no carrinho.