Ancestral

R$79,90 R$47,94

Edição bilíngue
  

[Edição bilíngue]

Subir de novo deves/ o rio do teu sangue. Assim começa um dos poemas de Ancestral, livro que revela o ato de nascença da escrita de Goliarda Sapienza (1924-1996), cuja prosa não existiria sem a poesia.

Composto na década de 1950, o livro foi publicado na Itália apenas em 2013 e encontra, nesta edição, a sua primeira tradução para outra língua. Mulher versátil e curiosa, profundamente envolvida na arte, como também nas questões políticas e sociais, Sapienza sempre buscou, em seus gestos e em sua escrita, um contato direto com a realidade, alimentada pelo desejo da descoberta, do conhecimento feito de erros e de experiência.

Ancestral fala de um passado individual cronologicamente datado — o da autora —, que remete à memória da infância, aos afetos, à paisagem da Sicília, mas, ao mesmo tempo, é o registro de uma atemporalidade coletiva: Sapienza mergulha nas profundezas do verso, escancarando pulsões e conflitos, e se entrega à percepção, sem julgá-la.

Este livro ilumina um capítulo ainda pouco explorado da literatura italiana do Novecento, e, à distância de quase setenta anos de sua composição, não é apenas um texto atual, mas necessário e inovador.

Goliarda Sapienza
Goliarda Sapienza nasce em 1924, na cidade de Catânia, na Sicília, filha de Maria Giudice, figura importante para o socialismo italiano, e Giuseppe Sapienza, advogado também ativo na luta política. Desde jovem se interessa pelo teatro e pelo cinema e, incentivada pelo pai a começar a sua carreira artística, entra na Academia de Arte Dramática de Roma. Em Roma, mergulha na arte e na cultura, mas, sendo os anos da Segunda Guerra Mundial, também deve lidar com o frágil equilíbrio político, a fome e a miséria. Após a morte da mãe, na década de 1950, Goliarda começa a se dedicar à poesia, compondo os poemas que confluiriam em Ancestrale, livro publicado póstumo, apenas em 2013.

Nos anos 1960 tenta o suicídio duas vezes e é internada em um hospital psiquiátrico, onde sofre vários eletrochoques, que deixam uma marca profunda em sua vida pessoal e artística. A recuperação é lenta e difícil, e acontece em parte por meio da psicanálise, mas sobretudo através da arte da escrita.

Na década de 1970 Sapienza conclui L’arte della gioia, romance que se destaca por inovação e ousadia; o livro é publicado integralmente em 1998, cerca de vinte anos após sua conclusão. Traduzido para outras línguas, entre as quais alemão, francês e espanhol, é reconhecido na Itália só depois de se revelar sensação editorial nos outros países europeus.

É assim que Sapienza começa a se tornar uma figura importante para a literatura italiana, constituindo uma personalidade original, livre de etiquetas literárias e cristalizações, que, à distância do tempo, não deixa de instigar o interesse de público e crítica.

Goliarda Sapienza morre em 1996, tendo publicado poucas das suas obras em prosa, e tendo ficado inédita a de poesia.
Peso 50 g
Dimensões 17.8 × 2.5 × 10.5 cm
Tradutor

Valentina Cantori

Atualizando…
  • Nenhum produto no carrinho.