Reflexões sobre as causas da liberdade e da opressão social

R$59,90

  

Aos 25 anos, em 1934, Simone Weil escreveu essas «Reflexões», um verdadeiro talismã que deveria proteger qualquer pessoa que fosse forçada a atravessar a imensa massa de mentiras que circunda a palavra «sociedade». Weil foi a primeira a dizer com perfeita clareza que o homem se emancipou da servidão à natureza apenas para se submeter a uma opressão ainda mais sombria, ainda mais caprichosa e incontrolável: aquela exercida pela própria sociedade, pois parece «que o homem não consegue aliviar o jugo das necessidades naturais sem agravar na mesma proporção o jugo da opressão social, como pelo jogo de um misterioso equilíbrio». Mas, como sempre em Weil, o olhar é tão preciso exatamente porque vai além do presente imediato e percebe uma imagem inabalável do Bem, em relação à qual julga o mundo. É um olhar que nos permite «fugir do contágio da loucura e da vertigem coletiva, reatando, por conta própria, acima do ídolo social, o pacto original do espírito com o universo».

Simone Weil
Simone Weil nasceu em Paris em 1909. Nascida em uma família de judeus não-praticantes, Weil foi uma das pensadoras mais audazes e originais do século vinte. Formou-se em filosofia na École Normale Supérieure. Em 1934, a fim de poder falar com conhecimento de causa da condição operária, trabalha nas fábricas metalúrgicas de Paris. Em 1936 parte para Espanha, onde participa, ao lado dos republicanos, na Guerra Civil. Colabora com jornais ligados à Resistência e, em 1942, deixa a França e parte para Nova Iorque com os pais, fugindo ao extermínio nazista. Irá depois para Londres, onde continua a sua luta contra o nazismo. Morre nessa cidade em 1943, com apenas 34 anos.
Peso 222 g
Dimensões 19.6 × 10 × 1.8 cm
Tradutor

Pedro Fonseca

Atualizando…
  • Nenhum produto no carrinho.