Reflexões sobre o nacional-socialismo

R$29,00

Coleção:

Ao desafio frequentemente proposto – como pode se esperar que uma pessoa reaja lucidamente ao nazismo no início da década de 1930? –, os ensaios de Robert Musil e Emmanuel Levinas constiutem, por sua percepção aguçada, respostas definitivas. Apesar das abordagens bastante diferentes, os ensaios não apenas mostram que era possível reconhecer a realidade do nacional-socialismo à medida que ele chegava ao poder, mas também indicam que análises de valor permanente poderiam ser formuladas desde o iníco.

Arnold I. Davidson

Arnold I. Davidson
Arnold I. Davidson é Robert O. Anderson Distinguished Service Professor na Universidade de Chicago e membro honorário do Corpo Acadêmico da Universidade Ca’ Foscari Venezia. É também curador dos textos de Michel Foucault em francês e inglês.
Emmanuel Levinas
Emmanuel Levinas (Kaunas, 12 de janeiro de 1905 - Paris, 25 de Dezembro de 1995) é considerado um dos maiores filósofos do século XX.
Robert Musil
Robert Musil nasceu em 1880, a Klagenfurt. Fez seus estudos secundários no colégio militar de Mährisch-Weisskirchen (Hranice, hoje, na República Checa), onde ele ambienterà O Jovem Törless (1906). Após a guerra trabalhou para o Ministério das Relações Exteriores austríaco. A partir de 1923 dedicou-se exclusivamente à literatura, trabalhando como crítico teatral, romancista e ensaísta. Em 1931, se transfere para Berlim, mas em 1933, com o advento do nazismo, retorna a Viena. Em 1938, após a anexação da Áustria, emigrou para a Suíça. Musil morre em Genebra em 1942. Em 1943 é publicada a última parte da sua obra-prima inacabada O Homem Sem Qualidades.
Peso 290 g
Dimensões 15 × 10.4 × 1.2 cm
Tradução

Denise Bottmann, Priscila Catão, Flavio Quintale

Revisão

Maria Fernanda Alvares

Ano de publicação

2016

Páginas

120

Atualizando…
  • Nenhum produto no carrinho.