Editora Âyiné Editora Âyiné

Stig Dagerman

Stig Dagerman

(1923-1954) considerado o «Camus sueco», em perene revolta contra a condição humana, anárquico visceral, militante sempre do lado dos ofendidos e humilhados, incapaz de se contentar com verdades estabelecidas, permanece na literatura sueca uma daquelas figuras de culto que não se deixa jamais de reler e redescobrir. A partir de 1946, escreveu quatro romances, quatro peças de teatro, poemas, contos, artigos, roteiros de cinema, que continuam a ser traduzidos e editados. Atormentado por uma longa crise criativa e angustiado pelo peso das enormes expectativas criadas pelo seu talento, suicida-se em 1954.